MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
01/09/2008
COLUNA - SPOILER EUA: ULTIMATE ORIGINS, WILDCATS, FINAL CRISIS: ROGUE´S REVENGE, BROKEN TRINITY
 
 
Wilcats #1
 
 
 
 
Ultimate Origins #1
 
 
 
 
Final Crisis: Rogue´s Revenge #1
 
 
 
 
Broken Trinity #1
 
 
 



Bem-vindo à Spoiler EUA, a nova coluna do HQ Maniacs que traz resenhas das mais recentes novidades lançadas no mercado estadunidense nos últimos meses. Mas atenção! Não são somente indicações do que é bom ou ruim do mercado norte-americano que constituem esta coluna. Aqui o leitor encontrará diversos spoilers sobre grandes acontecimentos e fatos ainda não ocorridos no Brasil como mortes, ressurreições e muito mais. Então, se não quer ter algumas surpresas estragadas, recomendamos que pare a leitura por aqui. Depois não diga que não avisamos...

Para a edição de estréia da nova coluna, selecionamos também quatro edições de estréia: a primeira edição do volume 5 de Wildcats; as origens do universo Ultimate em Ultimate Origins; Final Crisis: The Rogue´s Revenge, trazendo grandes revelações do Universo DC; e Broken Trinity, a nova saga do universo Top Cow. Então, vamos lá!

WILDCATS #1
DC Comics/Wildstorm
Argumento: Christos Gage (1ª e 2ª histórias)
Arte: Neil Googe (1ª história) e Trevor Hairsine (2ª história)
Cores: Carrie Strachan (1ª história) e Johnny Rench (2ª história)

Após o fiasco do volume 4 com Grant Morrison nos roteiros (com apenas uma edição publicada), os Wildcats retornam em seu volume 5, com o subtítulo World´s End, que conforme as solicitações da editora logo sumirá da capa.

A Terra do Universo Wildstorm está em ruínas devido aos acontecimentos da minissérie Number of the Beast. Os sobreviventes sofrem com radiação, desolação, fome, violência e a presença de inúmeros superseres, a maioria descontrolada, sendo alguns canibais, espalhados pelo mundo. Como se já não bastassem os superseres que sempre povoaram o mundo, muitos mais foram liberados de laboratórios secretos tanto na já citada Number of the Beast quanto na minissérie New Dynamix.

Em Los Angeles, os Wildcats, agora com o reforço de Backlash e Nemesis, fazem o que podem para ajudar a população, levando os sobreviventes até a sede da Halo (a empresa do grupo), um dos poucos prédios que ainda conservam alguns recursos essenciais. Contudo, uma grande ameaça os visita com freqüência, o perturbado Senhor Majestic.

Em pouco tempo, Christos Gage se tornou a “cabeça” do Universo Wildstorm. Seu primeiro grande acerto foi o ótimo título Stormwatch PHD, mas nesta época mal sabíamos o que ele planejava. Com uma seqüência de especiais e minisséries, Gage reestruturou o status quo de maneira ousada, trazendo vários personagens esquecidos e outros novos, e por fim criando o fim do mundo. Se antes disso tudo Grant Morrison prometeu uma nova era para a Wildstorm e decepcionou a todos mal dando início a ela, Gage conseguiu tomar as rédeas com grande sucesso. Talvez a única crítica seja quanto ao novo visual de Majestic, que lembra mais um personagem dos games de Final Fantasy.

Há ainda uma segunda história curta, que continuará nos demais títulos mensais da Wildstorm, estrelando John Lynch, o antigo mentor do Gen 13. Retomando a temática do excelente título Sleeper, Lynch, vendo que o mundo não tem mais salvação, decide ir atrás de seu grande inimigo Tao, para colocar um fim definitivo na rixa entre eles.


ULTIMATE ORIGINS #1
Marvel Comics
Argumento: Brian Michael Bendis
Arte: Butch Guice
Cores: Justin Ponsor

As origens do Universo Ultimate começam a ser exploradas de um modo que deve dividir opiniões. Nesta primeira edição, Bendis narra, com a ótima arte de Guice, o momento da 2ª Guerra Mundial onde o Projeto Renascimento (que dará origem ao Capitão América) tem início, com personagens no mínimo surpreendentes. Nick Fury, Wilson Fisk (Rei do Crime) e James Howlett (Wolverine) servem juntos, e também juntos tentam ganhar um dinheiro fácil, mas acabam sendo pegos no flagra.

Fisk foge, mas Fury e Howlett são capturados e designados para serem cobaias do Projeto Renascimento e da Arma X, respectivamente. Enquanto Fury se torna um protótipo do Capitão América, Howlett não se torna apenas um mutante, mas o PRIMEIRO mutante do mundo! Um prato cheio para quem já está cheio da superexposição do personagem.

Embora seja uma trama bem conduzida e com as coisas se movimentando numa boa velocidade, algo raro nas histórias de Bendis, essa primeira edição apresenta alguns furos significativos, com destaque para a presença do Rei do Crime na guerra (seria seu pai com o mesmo nome?) e um grande problema com a passagem do tempo.

A semente da trama foi plantada na revista Ultimate Marvel Team-Up há vários anos, mas Bendis afirma na edição que isso aconteceu há apenas seis meses atrás, ou seja, os três volumes de Os Supremos aconteceram nestes seis meses, mesmo que nestas tramas seja afirmado que se passou muito mais tempo.


FINAL CRISIS: ROGUE´S REVENGE #1
DC Comics
Argumento: Geoff Johns
Arte: Scott Kolins
Cores: Dave McCaig

Retornando à Terra depois dos eventos da minissérie Salvation Run, a Galeria de Vilões decide ficar na moita por um tempo, sem chamar atenção, mas, com o anunciado retorno de Inércia, que os envolveu na morte do Flash/Bart Allen, o grupo decide quebrar a regra para matar mais um velocista.

A dupla que criou uma das melhores fases da carreira do Flash retorna trazendo junto todos os personagens que ajudaram a constituir as ótimas histórias de outrora. Chyre, Morillo, a Galeria, Wolfe, estão todos de volta. Neste retorno, há apenas um ponto negativo. A arte de Kolins está um pouco relaxada, suja em alguns quadros, mas nada que prejudique o todo.

Desde a saída de Kolins e depois de Johns do título do Flash, tudo foi de mal a pior para o personagem e também para seus coadjuvantes e vilões, seja no título mensal ou em outras revistas como Salvation Run e Countdown to Final Crisis. Em entrevistas, Johns demonstrou sua decepção com alguns destes acontecimentos e, para a felicidade de muitos, começa a “consertar” tais erros nesta minissérie.

Um destes elementos que desagradaram o escritor foi a retratação da Galeria de Vilões como criminosos assassinos e drogados. E logo nesta primeira edição algo é feito a respeito, com a culpa sobre a morte de Bart Allen caindo definitivamente em cima de Inércia, sendo que o restante dos vilões teria sido apenas manipulado, sem ter idéia do efeito que o ataque teria. E mais, Flautista e Trapaceiro estariam apenas infiltrados no grupo para prendê-los. Ou ao menos é nisso que acredita a mente afetada do Flautista.

Mas o melhor de tudo vem ao final, com o retorno de Zoom, que quer punir Inércia fazendo dele o novo Kid Flash.


BROKEN TRINITY #1
Image Comics/Top Cow
Argumento: Ron Marz
Arte: Stjepan Sejic e Phil Hester

Broken Trinity, a mais nova saga do Universo Top Cow, começa de uma maneira bem mais promissora do que sua antecessora, First Born, que criou altas expectativas, prometeu usar todos os personagens da Top Cow e acabou sendo uma grande decepção.

Desta vez, as coisas vão sendo bem construídas, sem nenhum evento grandioso acontecendo antes do tempo. Com a intenção de apresentar outros grandes poderes como a Witchblade, a Escuridão e Angelus (algo que já foi tentado nas revistas de linha da Top Cow com o passar dos anos), a trama nos mostra, através de flashbacks, amuletos que detém alguns destes poderes, ligados ao fogo e ao gelo, aparentemente.

Em paralelo, no presente, os amuletos chegam enfim às mãos de seus novos donos. O do gelo fica com um criminoso que vinha vigiando Sara Pezzini a mando de Jackie Estacado, enquanto o do fogo é encontrado por uma arqueóloga. Obviamente, cada poder quer reencontrar seus “irmãos”.

A linda arte é sem dúvida o ponto forte, principalmente ao apresentar no passado os novos poderes numa batalha medieval que é um colírio para os olhos, ainda que peque pela pouca originalidade nos visuais, já que a criatura de gelo, o Winter King, lembra demais criaturas do game World of Warcraft, e o dragão de fogo remeta a outros dragões já desenhados anteriormente por Sejic, sem ter uma identidade própria.

Caso queira ver algum novo título nesta coluna, envie suas sugestões para buddybaker@hqmaniacs.com.

  facebook


 
Tags : Spoiler EUA, HQ Maniacs, Mas atenção!, Wildcats, Ultimate, Ultimate Origins, Final Crisis: The Rogue´s Revenge, Universo DC, Broken Trinity, Top Cow, WILDCATS, DC Comics, Wildstorm, Christos Gage, Neil Googe, Trevor Hairsine, Carrie Strachan, Johnny Rench, Grant Morrison, Wildcats, World´s End, Universo Wildstorm, Number of the Beast, New Dynamix, Backlash, Nemesis, Halo, Senhor Majestic, Stormwatch PHD, Majestic, Final Fantasy, John Lynch, Gen 13, Sleeper, Tao, ULTIMATE ORIGINS, Marvel Comics, Brian Michael Bendis, Butch Guice, Justin Ponsor, Universo Ultimate, Projeto Renascimento, Capitão América, Nick Fury, Wilson Fisk, Rei do Crime, James Howlett, Wolverine, Arma X, Ultimate Marvel Team-Up, Os Supremos, FINAL CRISIS: ROGUE´S REVENGE, DC Comics, Geoff Johns, Scott Kolins, Dave McCaig, Salvation Run, Galeria de Vilões, Inércia, Flash, Bart Allen, Chyre, Morillo, Wolfe, Countdown to Final Crisis, Flautista, Trapaceiro, Zoom, Kid Flash, BROKEN TRINITY, Image Comics, Top Cow, Ron Marz, Stjepan Sejic, Phil Hester, Universo Top Cow, First Born, Witchblade, Escuridão, Angelus, Sara Pezzini, Jackie Estacado, Winter King, World of Warcraft




 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil