MATÉRIAS/REVIEWS
 
  
 
25/07/2014
REVIEW - CINEMA: PLANETA DOS MACACOS - O CONFRONTO
 
 
Planeta dos Macacos: O Cofronto
 
 
 
 
 
 
 
 


Em 2011, Planeta dos Macacos: A Origem (Rise of the Planet of the Apes) acertou em cheio, renovando uma das mais importantes franquias de ficção cientifica do mundo. Agora, com Planeta dos Macacos: O Confronto (Dawn of the Planet of the Apes) podemos comprovar que o caminho segue correto, e até melhorando bastante.

Anos depois do filme anterior, a gripe símia devastou o planeta, aniquilando a maior parte da população humana. Os que sobraram, só sobreviveram por serem imunes ao vírus. Por outro lado, a comunidade símia liderada por César (Andy Serkis) cresceu longe do homem, vivendo tempos de paz e prosperidade.

Eis que os humanos sobreviventes de São Francisco começam a tomar passos para reestruturar sua sociedade. Para isso, precisam reativar uma hidrelétrica que está no território dos macacos, o que leva ao primeiro encontro entre as duas sociedades em muito tempo e, consequentemente, a um grande confronto.

O personagem humano de destaque é Malcolm (Jason Clarke), que logo se aproxima de César e divide o estrelato do filme com ele, numa boa interpretação, mas que não tem grandes destaques. Gary Oldman sim está apagado no papel do líder humano Dreyfus. Do lado dos macacos o destaque é Koba (Toby Kebbell), já presente no filme anterior.

Mais uma vez o roteiro é muito bem trabalhado. A história evolui sem enrolar, mas também sem pressa. A ideia de não pular diretamente para o período de domínio dos macacos é inteligente, pois assim vemos os detalhes da formação desta nova sociedade.

A história traz à tona a crítica social inerente à franquia. O preconceito e o ódio cego são o tema, com humanos que odeiam os macacos por conta de um vírus pelo qual eles não têm culpa, e macacos que odeiam os humanos baseados em experiências traumáticas anteriores. Cada lado tem lá suas razões, seja um sofrimento real ou a sobrevivência de sua própria raça, mas ignora o lado bom de seus “inimigos”, passando por cima dos inocentes.

Do mesmo modo, cada lado tem seu representante que enxerga o certo e o errado da situação, sem deixar o conflito lhes subir a cabeça: César e Malcolm. Isso torna o roteiro mais profundo, até porque tudo é bem trabalhado. Mesmo os “heróis” da vez não são simplesmente bonzinhos, num primeiro momento também apresentam suas ressalvas.

Algo que melhorou muito em relação ao filme anterior são os efeitos especiais. Já impressionantes em A Origem, aqui se tornam sensacionais, ainda mais quando levamos em conta a quantidade de cenas envolvendo muito mais macacos do que no anterior.

Ainda com espaço para rápidas homenagens à série original, Planeta dos Macacos: O Confronto é um filme de incrível força, equilibrando de maneira extremamente competente ação, uma história bem construída e efeitos especiais, sendo sempre fiel à essência da franquia.

Elenco: Andy Serkis, Jason Clarke, Gary Oldman, Judy Greer, Keri Russell, Kodi Smit-McPhee, Kirk Acevedo, Toby Kebbell. Roteiro: Mark Bomback, Rick Jaffa e Amanda Silver, baseado na obra de Pierre Boulle. Direção: Matt Reeves.

Veja também:
- Galeria com 21 imagens do filme
- Notícias, vídeos e notas de produção de Planeta dos Macacos – O Confronto
- Matéria: Quando os Macacos Dizem “NÃO!”
- Outros reviews e matérias

  facebook


 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil