EVENTOS E VARIEDADES
 
  
 
15/09/2011

Lançamento do curta O Samurai de Curitiba

No dia 20 de setembro será lançado O Samurai de Curitiba, documentário sobre o roteirista e desenhista Claudio Seto. O curta-metragem enfoca a sua produção de histórias em quadrinhos publicadas nas editoras Edrel e Grafipar entre os anos 1960 e 80. O documentário de 20 minutos tem direção de Rober Machado e Jose Carlos Padilha.

Seto dedicou-se a diversos estilos de histórias, como de samurais, de terror, policiais e eróticas. Além dos enredos inovadores para a época, foi um dos pioneiros do estilo mangá no Brasil, através da revista O Samurai, publicada na década de 60 pela Edrel.

Trabalhou como editor num dos grandes sucessos da editora Grafipar, a revista Maria Erótica, personagem criada por ele ainda na Edrel. Também é analisada a questão da censura, pois a publicação dos quadrinhos ocorria durante o governo militar e a maioria das histórias possuía teor erótico. Seto foi jornalista, cartunista e agitador cultural em Curitiba. Um pouco desse multifacetado e carismático artista é apresentado neste filme.

O lançamento ocorre no salão do Hara Palace Hotel, que fica á Rua 24 de Maio, 765, salão 3, às 19:30 horas, em Curitiba, Paraná. No local estará à venda o DVD do filme, por apenas R$ 10,00, contendo diversas cenas extras e fotos.

Na ocasião também será lançada a 2ª edição do livro Ayumi - Caminhos Percorridos, de Claudio Seto e Maria Helena Uyeda, que narra a história da imigração japonesa em Curitiba e no litoral do Paraná.

Site: www.osamuraidecuritiba.com.br
Trailer: http://www.osamuraidecuritiba.com.br/trailer.htm
Trailer no Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=K1uW0WCw_HI

Seu nome verdadeiro era Chuji Seto Takeguma, mas também era conhecido como Claudio Seto ou simplesmente Seto. Descendente de uma família de samurais, aos nove anos de idade foi para o Japão, onde aprendeu sobre a cultura japonesa, inclusive o mangá. No início da década de 1960, voltou para Guaiçara. Arrumou emprego de desenhista numa fábrica de tecidos e começou desenhar histórias em quadrinhos para uma pequena editora. Depois foi convidado por Minami Keizi (1945-2009) para trabalhar na editora Edrel.

Trabalhou com títulos de humor e infantis, mas se destacou com histórias de samurais abordavam temas adultos, como incesto e violência. Na década de 70, mudou-se para Curitiba e foi convidado a participar da editora Grafipar, onde não só foi desenhista, mas também editor de alguns títulos. Conseguiu reunir uma das melhores equipes de roteiristas e desenhistas já presentes numa editora brasileira, composta de veteranos e iniciantes que vieram a se tornar grandes nomes do mercado nacional. Trouxe para a editora uma personagem que criara na Edrel e que fez bastante sucesso, chegando a ter revista própria: Maria Erótica.

Claudio Seto é citado em várias obras de referência como uns dos artistas mais importantes da Grafipar e um dos melhores desenhistas brasileiros do período. Também trabalhou como jornalista e chargista, escreveu livros sobre a imigração japonesa, publicou lendas e fábulas do Japão, além de organizar os festivais da comunidade japonesa em Curitiba. Seto faleceu no dia 16 de novembro de 2008.

Veja mais sobre Claudio Seto

Veja mais notícias




  facebook

 

 



 
 


 

Seções
HQ Maniacs
Redes Sociais
HQ Maniacs - Todas as marcas e denominações comerciais apresentadas neste site são registradas e/ou de propriedade de seus respectivos titulares e estão sendo usadas somente para divulgação. :: HQ Maniacs - fundado em 19.08.2001 :: Brasil